Vida Espiritual

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A formação espiritual no Seminário Maior procura consolidar uma prática regular e fecunda na vida de oração pessoal e litúrgica, na direcção espiritual e na formação espiritual sistemática. Ao longo dos anos de formação, lançam-se as bases para uma regra de vida espiritual para o futuro sacerdote diocesano, que sustente a sua vida interior e fecunde a prática do ministério, fazendo-o mestre da mesma interioridade e fundador de comunidades orantes junto do povo cristão. Cientes do desafio que se coloca aos futuros presbíteros, procuramos dar resposta à exigência de uma formação espiritual que ensine os alunos “a viver em íntima comunhão e familiaridade com o Pai por meio do seu Filho Jesus Cristo no Espírito Santo” (Optatam totius, 8), quer pela organização da vida comunitária, quer por uma formação teórica sistemática sobre a vida espiritual do cristão presbítero.
A formação sistemática, está organizada em quatro ciclos ao longo de todo o processo formativo, desde a entrada no seminário até à ordenação presbiteral. O primeiro ciclo corresponde aos dois primeiros anos de estudos e debruça-se sobre os princípios fundamentais da vida espiritual, enquadrados pelo chamamento à santidade, a vida de oração, o discernimento e a direcção espiritual. O segundo ciclo abarca os três anos seguintes, e procura formar para a espiritualidade própria do presbítero diocesano. A reflexão sobre a diocesaneidade abre-se a uma espiritualidade assente sobre a radicalidade evangélica (concretizada no espírito de obediência, pobreza e castidade), a vida litúrgica e a caridade pastoral, vividas no exercício do ministério presbiteral. Estes dois ciclos desenrolam-se em aproximadamente quinze tempos de formação, distribuídos pelas manhãs de sábado. O terceiro ciclo corresponde ao ano pastoral e compreende, um tempo de formação semanal assente na teologia do ministério presbiteral. Sucede-lhe, um quarto ciclo, durante o estágio pastoral, com um encontro semanal que, a cada duas semanas, é de temática espiritual, aproveitando os contributos de uma prática em ambiente paroquial, de quanto foi até aqui aprendido. Ainda nesta linha, e abrangendo todos os anos, temos cuidado a formação litúrgica, procurando a participação activa e consciente de cada um, bem como o cultivo de uma liturgia bela e aberta ao mistério celebrado.

Esta formação com carácter teórico, completa-se e actua-se numa correspondente prática comunitária que assenta nos seguintes pontos:

  • Vida de oração comunitária, diária, que inclui: Laudes, Eucaristia com Vésperas, Meditação e Completas, estas, todas as quintas-feiras, fazem-se em adoração eucarística neste âmbito dá-se especial relevo aos sinais próprios de cada tempo litúrgico e à beleza das celebrações;
  • Tempos adequados de oração mariana;
  • Vida de oração pessoal;
  • Direcção espiritual regular;
  • Lectio divina em grupo – aproximadamente quinze encontros por ano, em manhãs de sábado;
  • Um dia de retiro mensal, assente sobre a lectio divina de textos da Sagrada Escritura, prolongando-se da tarde de sexta-feira à manhã de sábado, com tempo para leitura em comum, meditação individual partilhada em pequenos grupos (collatio) e celebração eucarística, seguida de um tempo alargado de adoração eucarística;
  • Retiro anual, dividido em dois grupos por anos académicos;
  • Celebração da Reconciliação;

O esforço comum por uma vida espiritual rica e fecunda, pede ainda um cuidado particular com o espírito de silêncio, favorável à aprendizagem da arte de escutar o Espírito e obedecer aos seus impulsos, pois é Ele quem forma espiritualmente todo o cristão. Os meios que dispomos na vida do Seminário Maior, procuram criar o ambiente propício a suscitar amigos íntimos de Cristo, fiéis e perseverantes, acostumados a esta disciplina de escutar o Espírito e obedecer à vontade de Deus.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.